As roupas que cobrem nossos corpos carregam as nossas histórias, suscitam memórias e, por vezes, ganham até poder mágico: a camisa da sorte, o sapato preferido, o vestido que vestiu várias mulheres da mesma família. Mas as roupas possuem ainda suas próprias narrativas, ligada à sua origem, invenção ou convenção de uso.

A Casamundi Cultura, em Porto Alegre, apresenta o ciclo, coordenado por Renata Fratton, que será pautado na história de itens específicos do vestuário, especialmente feminino: o contexto de seu surgimento, a sua evolução a partir de sua utilidade, novos significados e a sua permanência em nossos guarda-roupas.

E as bolsas femininas se tornaram um acessório indispensável, né? Mais do que carregar os itens obrigatórios à vida contemporânea, ao integrar o gestual do corpo se tornam alvo de disputa – e desejo – de inúmeras marcas de moda.

Na quarta-feira (31 de janeiro), Renata desbrava alguns segredos deste acessório essencial, das “reticules” do século XIX aos icônicos modelos de Chanel e Hermès!

 

Mais informações em http://casamundicultura.com.br/cursos-e-oficinas/historias-para-vestir-a-bolsa-feminina-muito-alem-de-um-acessorio