Sal é uma das 10 ilhas que formam o arquipélago de Cabo Verde, ao largo da costa de África Ocidental. Eis que recebemos o convite da Cabo Verde Airlines e da Travel Mix para participar do voo inaugural de Porto Alegre para Ilha do Sal. Que experiência incrível!

Jaque Pegoraro, Gabriela Dias, Marcelo Zingalli, Patti Leivas e Aline Viezzer

Cada uma das ilhas tem uma característica marcante, e no Sal você encontra paisagens e contrastantes: desertos com praias de pedras vulcânicas, salinas que nasceram de vulcões e praias com mar azul intenso.

As pessoas que moram por lá são bonitas e muito simpáticas, e o português e o crioulo (idioma ensinado em casa) como línguas oficiais.

A partir do Brasil há voos diretos pela Cabo Verde Airlines (companhia aérea do país) e, se você quiser voar a partir da Europa, há voos com escalas.

Quando o avião começa a se aproximar da Ilha do Sal há duas paisagens: do lado esquerdo, o vulcão que habita a Ilha do Fogo, e do lado direito, o mar azul. Torça para que o céu esteja limpo!

Neidelena Tavares

Nós desembarcamos no recém renovado e pequeno aeroporto Amílcar Cabral. Embarcamos em um ônibus com a guia simpática Neidelena Tavares. Chegando no Hilton Cabo Verde Sal Resort, localizado na praia de Santa Maria, fomos recebidos com um cafézão da manhã, que tinha opções para todos os gostos e nacionalidades!

Praia da Ponta Preta

Conhecemos também as salinas de Pedra Lume, na região mais ao norte da ilha. A paisagem da região é muito árida e lembra crateras da lua! Compramos sais que hidratam o corpo e lembrancinhas locais.

A salina foi criada a partir da cratera de um vulcão. A água do mar entrou e evaporou, o que trouxe muito sal para a região. Parte deste sal é tratado ali mesmo nas Salinas Pedra de Lume e vendida.

Buracona

A Buracona e Olho Azul foi, sem dúvidas, o passeio mais bonito! Em meio a um terreno bege e repleto de pedregulhos está uma das obras mais lindas da natureza: a Buracona. No encontro das rochas com a água salgada do mar nasceram piscinas naturais e um grande buraco (Olho Azul) por onde é possível ver o mar muito azul nas manhãs ensolaradas (de acordo com os nativos, o melhor horário para fazer a visita é perto das 12h).

Foi tudo muito rápido, ficamos menos de 24h na Ilha, mas conseguimos desbravar lugares LINDOS. Vale a pena a visita, nem que seja por poucos dias. É fácil percorrer boa parte do território da Ilha do Sal, porque ela tem apenas 30 km de comprimento e 12 km de largura. Todos os passeios estão voltados para a natureza e muitos deles receberam infraestrutura nos últimos anos.

Comentar

Preencha seu comentário
Por favor preencha seu nome aqui