A artista plástica portoalegrense e muito querida pelo blog Clarissa Motta Nunes estreia a exposição Humanóides na galeria de Arte Digital Urban Arts. Na abertura da mostra, que vai de 23 de maio a 15 de junho, o personagem humanóide que representa o homem mas muito mais sua alma, será projetado em 3D na fachada da casa da Rua Quintino Bocaiúva, 715 na Capital. Intervenções e uma jam session também estão programadas para o lançamento.

Clarissa pinta telas, quadrinhos, paredes, louças, tecidos e mobiliários. Tem na delicadeza dos traços as rosas como uma de suas principais linhas de inspiração. A série exclusiva da exposição Humanóides parte da “ótica de que os ambientes tem influência sobre o comportamento das pessoas , o Humanoide observa a cidade e rompe a janela do seu mundo para reconhecer e apropriar-se do que está do lado de fora”, explica a curadora Roberta Hentschke.

Para o lançamento, uma bailarina vai interagir com o público e uma jam session está prevista com música instrumental e participação de Fernanda Geyer cantando em francês.

Veja um pouco dos momentos da artista!

Formada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Clarissa foi uma das artistas selecionadas na CowParade Porto Alegre, com o trabalho Roseta. Entre a sua obra, ainda estão os azulejos artísticos nos degraus da escadaria da Rua 24 de Maio, no Centro Histórico de Porto Alegre, no projeto Artemosfera, e a pintura do corredor de entrada do Restaurante Maní Maníoca em São Paulo.

A Urban Arts divulga e comercializa trabalhos de artistas, designers e ilustradores de todo o mundo, além de abrir espaço para exposições de artistas locais. Em atividade em Porto Alegre desde março, a galeria conta ainda com dois espaços na capital paulista (Rua Oscar Freire e Shopping Iguatemi), Sorocaba e Campinas e prepara-se para inaugurar nova franquia no Rio de Janeiro, na Gávea.

A artista, pela artista

“Há cerca de 10 anos, essas pequenas figuras aparecem em minhas pinturas. Anteriormente nas pinturas abstratas de grande dimensão, faziam parecer que o mundo gigante nos tornava pequenos e frágeis. E assim ainda é, porém agora, eles são um detalhe de ilustração delicada. Eles são protagonistas das cenas. É o homem, mas muito mais a sua alma. Alma essa que quer passear de balão, que observa a cidade, que procura e encontra amor. Figurinhas pretas que às vezes parecem formigas, nos colocam, humanos, nas cenas inventadas e nos convidam a refletir ou apenas a nos encantar com eles.” Clarissa Motta Nunes

Serviço

Exposição Humanóides
Galeria Urban Arts: Rua Quintino Bocaiúva, 715
Abertura: dia 23, às 19h

Horários: de 23 de maio a 15 de junho, de segunda à sexta das 10h às 19h, sábados das 10h às 18h